2017-04-07

Ter o nome da função alterado pode ser um problema para o mercado de trabalho - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 07/04/2017, com uma ouvinte que teve o nome do seu cargo mudado de gerente para coordenadora.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/==========================================================================

Ter o nome da função alterado pode ser um problema para o mercado de trabalho

gerentes coordenadores

Uma ouvinte escreve: "A empresa em que trabalho fez uma reestruturação em larga escala, passando setores de uma área para a outra, extinguindo algumas funções e criando outras, e também alterando a nomenclatura de vários cargos. Um deles foi o meu.

Eu tinha um título de gerente e agora passei a coordenadora. Meu salário continua igual, mas mesmo assim fiquei chateada com a mudança, porque é bem diferente alguém dizer que é gerente ou que é coordenador. Dá assim uma sensação de rebaixamento e não estou conseguindo conviver bem com essa nova situação. O que posso fazer?"


Vamos começar esclarecendo que a sua empresa não fez nada de ilegal. Ela não pode baixar a sua remuneração, como não baixou. Mas é prerrogativa dela adotar a nomenclatura de cargos que ela achar apropriada.

Mas você tem toda a razão. Pelo motivo inverso, muitas empresas criaram no passado uma segunda linha gerencial, exatamente para que supervisores e coordenadores passassem a ter o título de gerente, que possuía um apelo positivo, tanto emocional quanto de posicionamento no mercado de trabalho. E se isso fez bem ao ego dos agraciados com o novo título, é claro que o inverso não faz bem, como você ponderou.

Como não creio que a sua empresa irá reverter a decisão tomada, você pode, se quiser, começar a procurar outro emprego que lhe devolva o título de gerente, para não correr o risco de começar a ser vista pelo mercado como uma coordenadora que ganha muito, e não mais como uma gerente que tinha um salário adequado.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin